Current Style: Padrão

-A A +A

Igeprev inicia ação de prevenção ao suicídio

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam cerca de 800 mil suicídios no mundo, mas o número pode ser ainda maior devido a subnotificação dos casos. Como parte da campanha Setembro Amarelo, que alerta para a importância da prevenção, o IGEPREV iniciou uma ação de reflexão sobre o tema. 

 
No formato virtual, o Núcleo de Atenção Psicossocial (NAPS) promove um diálogo remoto entre os servidores, que podem tirar dúvidas e fazer  perguntas ou questionamentos encaminhados às psicólogas Luzia Poça e Juliana Galvão. As respostas serão  produzidas em uma série de 5 vídeos a serem postados no site e nas mídias sociais do Instituto, para outras pessoas terem acesso às informações que podem ajudar a salvar vidas. 
 
A programação também prevê  uma live no Instagram no dia 25/09 com a participação de segurados, que poderão interagir com  as psicólogas para o esclarecimento das dúvidas. Reforçando a  importância da campanha, a psicóloga Juliana Galvão  faz uma reflexão sobre a necessidade de cuidar da saúde mental como prevenção ao suicídio.
 
“Quem diz que vai se matar, não se mata. Quem diz que vai se matar tá só fazendo chantagem emocional. Não tem como evitar suicídio. Não tem nenhum sinal que indique que alguém quer se matar. Quantas vezes já ouvimos ou falamos essas frases?”, alerta Juliana.
 
Outra ideia que precisa ser desmistificada, segundo a psicóloga, é dizer que falar sobre suicídio estimula as pessoas a se matarem. “Na verdade, quanto mais conversarmos abertamente sobre o assunto, poderemos evitar a sensação de ‘estar só’, relatada por pessoas que já tiveram vontade de tirar a própria vida”. 
 
A psicóloga alerta também para a importância de se escutar, apoiar e não julgar  quem tem ou teve ideia suicida. “A vida é dinâmica e, dependendo do momento em que se vive, é comum haver picos de tristeza e desânimo com pensamentos intrusivos sobre autodestruição, como uma busca de solução para os problemas”.
 
Para o presidente do Igeprev, Giussepp Mendes, o debate sobre o tema do suicídio é necessário no contexto atual de pandemia do coronavírus. “Agora as  pessoas estão mais expostas ao estresse, depressão e ansiedade, por isso o diálogo e a  reflexão sobre o assunto são  ainda mais essenciais", destaca.
 
O Centro de Valorização da Vida (CVV) informa que nos casos de crise, de angústia, e de depressão, é possível buscar o auxílio gratuito, via telefone  pelo número 188 e internet, disponível 24h por dia. Buscar o atendimento e acompanhamento com psiquiatra e psicólogo é determinante para saúde mental das pessoas.
 
Por Cácia Medeiros, Assessora de Comunicação do IGEPREV.

Notícias