Igeprev promove programação alusiva ao 'Setembro Amarelo'

Enviado por cristiano.nascimento em sex, 10/09/2021 - 21:58

 Matéria reproduzida do Agência Pará: https://agenciapara.com.br/noticia/31301/ 


Formas de prevenção, fatores de risco e estatísticas sobre suicídio foram abordadas na ação, que também contou com a distribuição da cartilha do CVV

No Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, o Instituto de Gestão Previdenciária do Pará (Igeprev) promoveu uma programação de conscientização sobre o tema para servidores e segurados. A ação abordou formas de prevenção, fatores de risco e as estatísticas que apontam os idosos como a faixa etária com maior índice de suicídio no Brasil.

“A pandemia é um fator de risco nos casos de suicídio, e nesse sentindo precisamos atender o maior número possível de pessoas dentro desse debate”, explicou a psicóloga e servidora do Núcleo de Atenção Psicossocial do Igeprev, Juliana Galvão.

O músico e psicólogo Jean Marcelo abordou a temática com "a música que atinge o coração das pessoas" | Foto: Ascom Igeprev
Juliana Galvão, psicóloga do Igeprev (e), Jean Marcelo (c), Marcella Takeshita / Foto: Ascom Igeprev

Músico e psicólogo, Jean Marcelo percorreu os seis andares do prédio do Igeprev, em Belém, tocando canções que abordam essa temática. "A música atinge o coração das pessoas", disse ele. "Considerando os números elevados que ainda temos por conta do suicídio é importante falar sobre saúde mental e suicídio, abrir esse debate e dialogar", completou Jean Marcelo.

Sempre atentos - A ação também contou com roda de conversa e distribuição da cartilha do Centro de Valorização da Vida (CVV), uma das ONGs mais antigas do País, que atua no apoio emocional e na prevenção ao suicídio, por meio do telefone 188. “Eu já perdi alguém próximo, que desistiu da vida no silêncio”, contou Wiviane Protásio, consultora terceirizada. “A depressão é silenciosa, e o pedido de socorro também. Por isso, a importância do Setembro Amarelo, para sempre estarmos atentos ao pedido de socorro de quem não quer falar", concluiu a consultora.

Programas de saúde física e mental fazem parte das ações de valorização do servidor implementadas pelo Igeprev. Recentemente, o Instituto apoiou a criação de grupos de meditação, que vêm ganhando cada vez mais adeptos entre os servidores.

Por Cácia Medeiros (IGEPREV)